Pacientes internados no Huse encontram terapia através dos livros

Com a finalidade de minimizar a tensão dos pacientes em tratamento hospitalar e a angústia dos acompanhantes durante a espera, a Biblioteca do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) coordena, desde 2008, o projeto Biblioterapia, que é a terapia através dos livros. Uma atividade que, além de levar ao desenvolvimento cultural, desempenha um papel terapêutico.

Como a leitura é uma atividade benéfica, sem contra indicações e recomendada para qualquer idade, a biblioteca também recebe em seu espaço aqueles acompanhantes que desejam ter acesso ao acervo. De acordo com a coordenadora do Biblioterapia no Huse, Vandineide Teles, o projeto ajuda o paciente durante o tratamento.

"Esse projeto funciona nas unidades de internação e em breve chegará às unidades fechadas como a UTI, UTQ e Centro Cirúrgico. A leitura ajuda as pessoas a fazerem uma terapia, a esquecerem um pouco os problemas. Além de incentivar o hábito da leitura, a gente leva a biblioteca até eles. Nosso acervo é composto por revistas, livros, literatura infantil que até o adulto gosta", explicou.

Há quinze dias internado depois de um atropelamento, José Carlos Santos, 42, conta que vê o tempo passar mais rápido através da leitura. "Quando a gente chega aqui no quarto e vê os dias passando é angustiante não ter o que fazer. Esse projeto é muito bom porque a gente se distrai com a leitura e o dia passa mais depressa", conta.

Depois de sofrer um acidente motociclístico há vinte e seis dias, Claúdio da Cruz, 33, revela que os livros têm sido um grande aliado para ocupar o tempo de internação. "Essa ideia é muito boa, a gente fica o dia todo aqui no quarto e às vezes não tem o que fazer. A gente lendo aprende e ajuda a passar o tempo", declarou.

O adolescente José Danilo Santos, 13, está internado desde o dia de São João, depois de soltar uma bomba e sofrer a amputação dos dedos da mão esquerda. Ele procura minimizar a dor da lembrança com histórias infantis. "Não vou esquecer o acidente que sofri por causa dos fogos, mas passo parte do meu tempo aqui lendo muito. Acabei de ler o livro 'A raposa e o coelho esperto', que conta a história de um coelho que conseguiu enganar a raposa direitinho. Agora vou ler os Três Porquinhos e João e o Pé de Feijão", disse.

Reconhecimento

Biblioterapia: a terapia através dos livros para os pacientes internos no Huse, foi apresentado no XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação realizado na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Um projeto aprovado e que recebeu críticas positivas e construtivas que incentivaram a coordenadora a continuar com o projeto.

"Esse projeto também foi selecionado o ano passado para ser apresentado em Washington, nos Estados Unidos, durante um congresso de biblioteconomia em nível internacional. Fico muito feliz em poder contribuir para a saúde dos pacientes com um projeto que eles gostam e participam ativamente. A iniciativa foi bastante elogiada pelos participantes do congresso", informou Vandineide.

Doações

A Biblioteca do Huse funciona com compras de livros e doações. A coordenadora do Biblioterapia, Vandineide Teles, explica que para doar livros basta levá-los até a biblioteca, que funciona no primeiro andar do prédio administrativo do Huse. Quem não puder ir até o local, pode entrar em contato pelo telefone (79) 3216-2812 e agendar a busca do material. "Estamos necessitando especialmente de romances, revistas em quadrinhos e literatura infantil", ressalta.